Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Unidades de saúde fluviais atenderão 16 mil pessoas em Manaus

    Barcos começarão a funcionar a partir de julho e passarão 20 dias por mês em comunidades da zona rural de Manaus

    As balsas irão atender comunidades da área rural da capital amazonense | Foto: Ione Moreno

    Manaus - As duas Unidades Básicas de Saúde Fluviais (UBSF) inauguradas na manhã desta segunda-feira (25) começarão a funcionar a partir do início de julho, percorrendo cidades da calha dos rios Negro e Amazonas. Com a inauguração das UBSF's, a Prefeitura pretende atender mais de 16 mil moradores das zonas rurais de Manaus. 

    As unidades fluviais passarão 20 dias por mês circulando pelos rios. A estrutura das UBSF's oferecerão análise bioquímica em laboratório, odontologia, imunização,  e também terão três consultórios com dois médicos, um enfermeiro, um dentista, um farmacêutico, um bioquímico, quatro técnicos em enfermagem e dois técnicos de laboratório, por unidade. 

    Leia também: Duas Unidades Básicas de Saúde Fluviais são inauguradas em Manaus

    A novidade nessas unidades inauguradas são os serviços oferecidos para as  gestantes que moram nessas comunidades afastadas e necessitam fazer acompanhamento pré-natal. As balsas disponibilizarão serviço de ultrassom o que, segundo o Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, trará mais segurança às mães. 

    O prefeito Arthur Neto afirma que as unidades são importantes principalmente para mães que necessitam de acompanhamento pré-natal
    O prefeito Arthur Neto afirma que as unidades são importantes principalmente para mães que necessitam de acompanhamento pré-natal | Foto: Ione Moreno

    “Mulheres do interior tinham seus bebês muitas vezes sem nunca ter feito um ultrassom para saber as condições de saúde do filho ou filha. Com essas unidades de saúde elas terão oportunidade de curtir a maternidade com ainda mais segurança”, afirmou. 

    Homenageados

    As unidades recebem o nome de dois homenageados, o médico Ney Lacerda e Antônio Levino da Silva Neto. O primeiro, segundo o prefeito, foi um médico empenhado em levar atendimento aos moradores das zonas rurais que fazem parte de Manaus. 

    A esposa de Antônio Levino, Vanja Andrea Santos fala que a homenagem deixou toda a família emocionada e os fez lembrar da bandeira que Levino levantava.

    A expectativa é que 16 mil pessoas sejam atendidas nas Unidades Básicas de Saúde Fluvial
    A expectativa é que 16 mil pessoas sejam atendidas nas Unidades Básicas de Saúde Fluvial | Foto: Divulgação

    “Esses barcos são um passo fundamental para trazer atendimento mais humano para as populações afastadas. Era por isso que o Levino lutava: inclusão social e atendimento pleno da saúde da população”, conta emocionada a esposa do homenageado.

    Foram investidos aproximadamente R$ 5 milhões no projeto, que contou com o apoio do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio do Ministério da Saúde (MS). Do valor total, 80% foi pago pelo SUS e os 20% restantes são bancados pela Prefeitura de Manaus.

    Leia mais:  

    UBS Fluvial de Barreirinha vai atender 21 comunidades da Zona Rural

    Projeto deve levar perícia médico-forense aos 62 municípios do AM

    Manausmed abre credenciamento para prestadores de serviço

    CIDADANIA

    Comentários