Fonte: OpenWeather

    Zona Franca de Manaus


    'Paulo Guedes deveria conhecer a Amazônia', diz prefeito Arthur Neto

    O prefeito de Manaus, Arthur Neto, declarou que antes de falar que a Zona Franca de Manaus (ZFM) é ‘antieconômica’, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deveria conhecer a região amazônica.

    Prefeito Arthur Neto lendo a carta "Pacto da Amazônia" | Foto: Lucas Silva

    Manaus - Após a leitura do ‘Pacto Amazônico’, o prefeito de Manaus, Arthur Neto, declarou que antes de falar que a Zona Franca de Manaus (ZFM) é ‘antieconômica’, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deveria conhecer a região amazônica. A manifestação ocorreu durante coletiva de imprensa, após o segundo dia do Fórum de Cidades Amazônicas, realizado nesta sexta-feira (6), no Pavilhão Princesa Isabel, no complexo Armazém XV do Porto de Manaus, centro histórico da capital amazonense.

    "

    Autor: Arthur Neto Título do Autor: Prefeito de Manaus Citação: O ministro Paulo Guedes foi o melhor aluno do meu querido amigo e colega de congresso, professor Roberto Campos. Quem criou a Zona Franca de Manaus foi o Roberto, então o ministro não pode dizer que o Roberto Campos fez uma tolice. Tenho profundo respeito e admiração pelo intelecto de Paulo Guedes, que é um ótimo economista, mas o ministro precisa fazer uma coisa simples que é reunir toda sua família, comprar uma passagem e passar alguns dias aqui em Manaus. Não é possível falar sobre o assunto, baseada em uma teoria que foi elaborada há 500 anos atrás. "

    Arthur Neto, Prefeito de Manaus

    O prefeito aproveitou um momento para pedir uma reunião dos ministros com os governantes da região amazônica. “Quero conversar com o Paulo Guedes, para reafirmar minha admiração por ele, o respeito pela sua capacidade intelectual e terceiro a minha contrariedade pelo seu desconhecimento da efetiva realidade da região amazônica”, pontuou.

    Entenda a declaração

    Nessa quinta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes voltou a fazer novo ataque contra a Zona Franca de Manaus (ZFM) em palestra em Fortaleza (CE). “É antieconômico e tudo mal feito”, disse o ministro diante de uma plateia de empresários e políticos do Nordeste, ao falar sobre a reforma tributária.

    Em abril, após repercussão negativa da sua primeira crítica ao modelo, o ministro se reuniu com a bancada do Amazonas e prometeu que as vantagens comparativas da ZFM seriam asseguradas nas eventuais mudanças na tributação do País.

    De acordo com Guedes, o modelo “é ruim” e custa bilhões em renúncia aos cofres da União e, por ser afastada dos grandes centros produtivos, também “atrapalha”, ao se referir ao projeto de desenvolvimento regional , para uma plateia lotada de políticos e empresários na capital cearense.

    Encerramento do Fórum de Cidades Amazônicas

    O documento do "Pacto Amazônico" foi assinado por representantes das prefeituras de capitais amazônicas como Belém (PA), Boa Vista (RR), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), Macapá (AP) e Manaus (AM), além de municípios do interior do Amazonas reunidos pela Associação Amazonense de Municípios. 

    Encerramento do Fórum de Cidades Amazônicas
    Encerramento do Fórum de Cidades Amazônicas | Foto: Lucas Silva
     

    Impactadas pelas consequências ambientais do desmatamento e das queimadas, mas também pela demanda econômica de geração de renda para cerca de 20 milhões de habitantes, as cidades da Amazônia buscam alternativas sustentáveis para o desenvolvimento.

    O prefeito Arthur Neto ressaltou a importância da Amazônia para o desenvolvimento do País. "Os problemas que a Amazônia enfrenta vêm da incompreensão de tantos que acham que a Amazônia é secundária e não compreendem que ela é a região mais importante do País, a mais estratégica, potencialmente a mais rica do País, que pode criar e gerar o maior montante de riquezas para os brasileiros todos e não apenas para os amazônidas", declarou o prefeito.

    O pacto propõe a criação de modelos econômicos que criem tecnologias e produtos a partir da biodiversidade da floresta e também instaura um fórum permanente dos municípios amazônicos, a partir do qual se espera chegar a uma agenda ambiental comum à região.

    Série 'Aruanas'

    A atriz Thainá Duarte, que participou do elenco da série 'Aruanas", da Rede Globo, em que várias cenas foram gravadas no Amazonas, esteve presente no encerramento do Fórum.

    A atriz Thainá Duarte participou da minissérie 'Aruanas' gravada na região amazônica
    A atriz Thainá Duarte participou da minissérie 'Aruanas' gravada na região amazônica | Foto: Lucas Silva
     

    "Não sou daqui, vim de São Paulo. Quando cheguei a Manaus, fui muito bem acolhida. Se todos pudessem ver a Amazônia mais de perto, iriam querer transformá-la, ao invés de derrubá-la. A decisão hoje está na mão de vocês. Que tomem medidas que acabem com a invasão de terras indígenas e preservam as populações tradicionais", afirmou. 

    Comentários