Fonte: OpenWeather

    Número de veículos


    Em 8 meses, frota de veículos na capital do AM deve chegar a 1 milhão

    Em Manaus, é possível notar mais veículos circulando, aliado ao aumento da população e facilidades de comprar e financiar um veículo

    A cidade cresceu geograficamente, em população e consequentemente em número de veículos
    A cidade cresceu geograficamente, em população e consequentemente em número de veículos | Foto: Leonardo Mota

    Manaus - Atualmente, em Manaus, há 960 mil veículos em circulação. A tendência, segundo o diretor-presidente do Departamento de Trânsito de Manaus (Detran-AM), Rodrigo Sá, é que, em oito meses, a marca atinja um milhão de carros nas ruas da capital.

    A cidade que cresce geograficamente tem números equiparados à sétima capital mais populosa do Brasil. Consequentemente, é possível notar que na capital há mais carros circulando, com a facilidade de financiamento de veículos. Em consequência, há mais congestionamentos e o gargalo no trânsito é um problema enfrentado pelos manauaras. 

    Manauaras querem o próprio veículo

    Em Manaus, os números de venda de veículos cresceram 15% em setembro deste ano. Os consumidores manauaras optam por conforto e economia. Os donos de lojas de veículos apostam em um crescimento de 10% até o final do ano. Ter o próprio veículo deixou de ser artigo de luxo e virou necessidade, segundo os consumidores.

    Questionado sobre o aumento de veículos na cidade e como o Detran-AM tem atuado para melhorias, Rodrigo de Sá destacou a compra de novos veículos como ponto relevante para entender o motivo de tantos problemas no trânsito de Manaus. O diretor-presidente aponta solução para a melhoria do transporte público na capital.

    Rodrigo destacou o trabalho do Detran-AM e a necessidade do manauara em ter o próprio veículo
    Rodrigo destacou o trabalho do Detran-AM e a necessidade do manauara em ter o próprio veículo | Foto: Leonardo Mota

    "Há um confronto, a população melhorou economicamente e quer comodidade. Hoje é mais fácil financiar um veículo. Eu acredito que só irá resolver o gargalo da nossa cidade, quando tivermos um transporte público de qualidade. As grandes cidades do mundo combatem esse problema investindo no transporte público. Qual é o cidadão que vai deixar o seu carro em casa, no clima da nossa cidade para enfrentar o transporte público? É muito difícil, é exigir demais de um cidadão que pode comprar um veículo."

    Ele destacou ainda que não é a uma atribuição do Detran- AM cuidar da fluidez do trânsito na cidade, mas o órgão tem atuado de maneira integrada com o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

    Facilidades 

    Os bancos, por sua vez, possuem menos burocracia e fazem poucas exigências na hora da compra do veículo. Os consumidores aproveitam a nova oportunidade de abandonar as horas gastas dentro do coletivo ao se locomover na cidade.

    Tiago Silva, 26, financiou uma moto e confirmou a preferência pelo veículo. Na época, ele disse que teve dificuldades em financiar por ser muito jovem, mas conseguiu adquirir o veículo. A principal motivação para a conquista do veículo próprio foi o sonho de deixar de usar o transporte coletivo.

    "Eu escolhi a moto por necessidade e por causa do trabalho. Outra coisa que me incentivou foi de nunca mais ter que pegar ônibus e chegar tarde em casa", afirma o comprador.

    Aplicativos de viagem 

    Outro fator que contribuiu com o aumento de veículos na cidade é o uso dos aplicativos de transportes de carona. Cidadãos desempregados veem na atividade uma oportunidade de trabalho e investem as economias em carros novos ou alugados. Os financiamentos apontam num crescimento de 9,1% somente no primeiro semestre desse ano.

    Em julho de 2019, foram emplacados cerca de 243.640 mil automóveis de acordo com a Federação Nacional de Distribuição de Veículos (Fenabrave), representante das concessionárias.

    Problemas x soluções 

    | Foto: Leonardo Mota

    Mobilidade urbana, engenharia de tráfego e sinalização são apenas alguns pontos apontados por Rodrigo Sá para a melhoria do tráfego de veículos. Ele destacou que o atual governo vem implantando soluções para a melhor fluidez, como as obras já iniciadas dos anéis viários Leste e Sul. Todas estão programadas para serem entregues no ano de 2021.

    "A cidade cresceu, obras são necessárias. São muitos carros e a cidade não estava preparada para receber tudo isso", afirma Rodrigo de Sá.

    O Diretor Presidente destacou os principais motivos do aumento de veículos na capital
    O Diretor Presidente destacou os principais motivos do aumento de veículos na capital | Foto: Leonardo Mota

    Rodrigo ressaltou ainda que as soluções estão aliadas à união de poderes e órgãos que trabalham diretamente com o trânsito na cidade, pois a tendência do número de veículos circulando é crescer. 


    Anuncio
    Comentários