Fonte: OpenWeather

    Economia Global


    Alunos da rede estadual participam de workshop financeiro

    Atividade aconteceu na Escola Estadual Ruth Prestes e contou com 30 turmas participantes

    No total, 30 turmas do Ensino Médio participaram do projeto | Foto: Divulgação

    Manaus- Planejar a vida financeira e entender a economia global foi o desafio dos alunos da Escola Estadual Ruth Prestes, que apresentaram a 2º Workshop de Educação Financeira. O professor Paulo dos Anjos, idealizador do projeto, diz que o workshop tem dois pilares. “A primeira proposta é mostrar para os alunos como eles vão fazer os projetos científicos daqui para a frente, e o outro é mostrar a importância de se planejar a vida em alguns pontos que lidam com economia, para transformar os cidadãos mais conscientes”, destaca.

    No total, 30 turmas do Ensino Médio participaram, sendo 14 do 2º ano, 15 do 3º ano e uma turma piloto do 1º ano. Eles usaram banners para mostrar como a economia está em todos os aspectos da nossa vida e tudo está interligado, exemplificando como a alta do dólar influencia no preço dos produtos consumidos em Manaus.

    Aline Marinho, 16, é aluna do 2º ano e falou sobre “Grande Projeto”. Ela disse que já conseguiu influenciar a vida familiar. “Minha família é composta por nove pessoas e consegui influenciar na mudança de hábitos, para que eles comprem somente quando for necessário, por exemplo: quero tal coisa, mas é necessário? Posso? Quero mesmo? Consigo comprar? Esse tipo de questionamento a gente levanta e com a educação financeira a gente pode ter mais organização”, frisa.

    Kauã Araújo, 16, também está no 2º ano, no entanto, desde cedo começou a ter consciência da importância de planejar-se para alcançar os objetivos. "Alguns alunos tiveram dificuldade de entender, mas depois de ler e explicar ficou mais fácil. Meu grande projeto é concluir o Ensino Médio, concluir uma faculdade relacionada à Engenharia Civil e construir minha própria empresa, como um restaurante ou uma escola. Há dois anos eu abri uma poupança para financiar minha faculdade, e isso vai me ajudar muito financeiramente. Eu recebo pensão, e a cada mês eu deposito uma certa quantia. Se eu passar em faculdade pública eu posso investir o dinheiro em outra coisa”, almeja o rapaz.

    Participaram do workshop os professores Régis da Silva e Luís Kellinton, de Matemática, e as professoras Maria José e Gisele Santos, de Português. Professores de História e Geografia também colaboraram.

    Solidariedade

    A escola arrecadou 500 kg de alimentos doados pelos alunos e funcionários. Parte do material arrecadado será doado à Casa dos Filhos, situada no Conjunto Francisca Mendes. A casa atende 40 crianças de 3 a 11 anos em situação de vulnerabilidade. O local oferece reforço escolar, psicólogo, aulas de inglês, japonês, libras, e artes, tudo oferecido por voluntários. Outras duas instituições a serem escolhidas receberão o restante dos produtos.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários