Fonte: OpenWeather

    Abrigos


    5 locais de proteção e abrigo para animais abandonados em Manaus

    Instituições oferecem tratamentos médicos e castrações, além de realizar trabalhos de conscientização sobre o impacto desse abandono na saúde pública

    A maioria dessas organizações (46%) está situada na região Sudeste do país | Foto: Divulgação

    O abandono de animais é um problema ainda pouco discutido no Brasil. Segundo dados inéditos levantados pelo Instituto Pet Brasil, em 2019, existem cerca de 172 mil animais abandonados que vivem sob o cuidado de ONG’s. E a grande maioria dessas organizações (46%) está situada na região Sudeste do país.

    Outro dado apontado pelo levantamento é que 96% desses animais são cachorros e apenas 4% são gatos. Por prestar atendimento a animais, desde uma média de 101 até 500, tais organizações tutelam mais de 89 mil bichos e são responsáveis por mais de 52% da população de animais disponíveis para adoção.

    É importante ressaltar que nem todo animal que se encontra na rua é considerado abandonado. Se o bicho em questão vive nas ruas, mas tem alguém que lhe dê água, comida e cuidados, não é considerado abandonado. Essa condição se limita aos animais que não tem o auxílio de ninguém.

    Entre as razões que levam uma pessoa a abandonar um animal estão dificuldades econômicas e adoecimento dos responsáveis. Só em Manaus, estima-se existir cerca de 300 mil animais nessas condições. Se você tem interesse em conhecer e contribuir com o trabalho dessas organizações, confira cinco locais  na capital amazonense.

    Centro de Controle de Zoonoses

    Um lugar referência, na capital do Amazonas, para acolher animais, é o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Situado na zona Oeste de Manaus, a instituição realiza ações para prevenção e controle de zoonoses — doenças que podem ser transmitidas entre animais e humanos.

    Outras iniciativas realizadas no centro são: inspeções zoossanitárias, coleta de material biológico de animais suspeitos de contaminação, controle populacional de cães e gatos, através da castração, e ações de educação em saúde. 

    Animais suspeitos de colocar em risco a saúde pública, desde cães e gatos até morcegos ou outros, que estejam agonizantes ou atropelados também devem ser encaminhados para o CCZ.

    Anjos de Rua

    Localizado no bairro de Aleixo, no centro Sul de Manaus, essa ONG promove resgate de animais abandonados, bem como sua castração, reabilitação, vacinação e adoção. 

    Ao contar com 50 ativistas voluntários, o grupo realiza feiras de adoção e acompanha a adaptação dos animais adotados no novo lar, a fim de evitar que sejam abandonados de novo. Esse acompanhamento pós-adoção é fundamental para conscientizar as pessoas sobre a importância do compromisso assumido ao adotar um animal.

    A organização fabrica cadeiras de rodas fundamentais no processo de reabilitação de cães e gatos resgatados já com deficiência, e as doa posteriormente. Uma nova iniciativa que estava sendo desenvolvida pelo grupo era a produção de coleiras guias para cachorros cegos.

    Casa dos cães

    Localizado na Zona Oeste de Manaus, a Casa dos Cães acolhe animais, além de oferecer consultas veterinárias e serviço de entrega de ração para cães e gatos — em situações em que os responsáveis se ausentam durante uma viagem, por exemplo.

    A Casa também realiza um trabalho de conscientização dos donos sobre a saúde de seus pets, os cuidados na hora de transportar animais durante uma viagem e as medicações que são indicadas para determinadas enfermidades, como otites, infecções respiratórias e gastrointestinais.

    Hospital Veterinário UniNorte

    Vinculado ao curso de Medicina Veterinária da UniNorte, instituição privada de ensino universitário, interna animais que estejam em condições de saúde mais frágeis. 

    Além de oferecer internação e a realização de cirurgias de baixa renda, esse hospital efetua atendimentos clínicos e laboratoriais, incluindo diagnósticos por imagens.

    ONG PATA

    A Proteção, Adoção e Tratamento Animal (PATA) é outra organização não-governamental que realiza políticas públicas de conscientização, acolhimento e apoio no que se refere ao bem-estar de animais.

    Mantida financeiramente da doação de voluntários e de arrecadações de renda em eventos beneficentes, a PATA não possui espaços para abrigar animais. Contudo, realiza castrações a preços populares — e a cada 5 realizadas, oferece uma, gratuitamente, para algum animal que tenha sido resgatado.

    Através de seu site e redes sociais, a instituição realiza uma conscientização sobre a importância da castração, tais como redução de pulgas e dos riscos do animal desenvolver câncer, aumento da longevidade e diminuição da superpopulação

    *Com informações da assessoria 

    Comentários