Fonte: OpenWeather

    Amamentação


    Incentivo ao aleitamento materno é fortalecido no AM

    Em Manaus , atualmente, estão funcionando três pontos de coleta e distribuição de leite

    | Foto: Reprodução

    Manaus- A campanha Agosto dourado foi criada para conscientizar e motivar mães de todo o planeta sobre a amamentação e no dia 1º deste mês é a data internacional do aleitamento materno. A Organização Mundial da Saúde (OMS), instituiu o marco para, também desmistificar alguns mitos sobre o aleitamento materno e no Amazonas, as ações de fortalecimento do ato seguem a todo vapor. Em Manaus , atualmente, estão funcionando três pontos de coleta e distribuição de leite

    A técnica em análises clínicas Tatiana Amaral,  28 anos, é mãe da Ana Tereza de 10 anos e da Sandra Helena de dois aninhos. Realizada, ela sempre teve o leite necessário para alimentar as meninas e nunca abriu mão do ato de amor. Tatiana falou como mãe, sobre acreditar na importância da amamentação para a saúdes dos pequenos.

    Tatiana Amaral e suas duas filhas, a mais nova ainda mama
    Tatiana Amaral e suas duas filhas, a mais nova ainda mama | Foto: Arquivo Pessoal

    “Minha filha mais velha mamou até o primeiro ano de vida e a caçula ainda não deixou de mamar. O leite materno é fundamental para crianças, principalmente até os seus seis meses de vida. Além de nutrir, o leite contém todos os nutrientes necessários nessa primeira fase. Graças a Deus minhas meninas são saudáveis e têm uma imunidade muito boa, e devo isso também a eficiência do aleitamento”, contou a técnica em análises clínicas.

    Alimento completo

    O Ministério da Saúde defende que o leite materno é um alimento completo, que apresenta fácil digestão e contém os nutrientes e a quantidade de água necessária ao bebê, além de fornecer anticorpos, favorecendo a imunidade. Leite materno fornece nutrientes importantes para o desenvolvimento cerebral, que combate infecções, protege a criança contra bactérias e vírus e evita diarreias.

    Ainda segundo o Ministério da Saúde, o recém-nascido alimentado apenas com o leite materno tende a se recuperar de doenças com mais facilidade. Além disso, é o único alimento natural e renovável, ambientalmente seguro e ecológico, porque é produzido e entregue ao consumidor com o mínimo de poluição, embalagem ou desperdício.

    Qualquer mulher saudável pode doar leite
    Qualquer mulher saudável pode doar leite | Foto: Bruna Oliveira / Em Tempo

    Banco de Leite do Amazonas

    Segundo com os dados disponibilizados pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), os registros do Banco de leite materno do Amazonas apontam que de janeiro à abril deste ano contabilizaram 214 doadoras e 850 crianças beneficiadas com o alimento. O número de arrecadação chega a 318 litros de leite. 

    Os requisitos para doar esse líquido precioso e que pode salvar vidas são, ser uma mulher saudável, com excesso de leite, e que não tenha nenhum impedimento médico. Essa mãe deve passar por uma triagem no Banco de Leite, e são realizados alguns exames. Depois disso é realizado uma pasteurização, que é um processo que o leite passa para ser esterilizado. Após o método, o leite é encaminhado para as maternidades.

    Ponto de coleta e distribuição na zona Norte
    Ponto de coleta e distribuição na zona Norte | Foto: Bruna Oliveira / Em Tempo

    Pontos de arrecadação e distribuição de leite

    O Amazonas possui três Bancos de Leite Humano (BLHs). São eles: BLH do Galiléia na Maternidade Azilda da Silva Marreiro (Zona Norte) número para contato: (92) 3649 2750; BLH da Maternidade Balbina Mestrinho (Zona Sul) telefone : (92) 3182-4500 e o BLH Amazonas da Maternidade Ana Braga (Zona Leste) número : (92) 3647-4235. O horário de funcionamento do serviço é das 8h às 17h.

    A doação é simples e indolor
    A doação é simples e indolor | Foto: Bruna Oliveira / Em Tempo

    A enfermeira especialista em terapia intensiva e Coordenadora da saúde da criança do Estado, Rhamilly Amud Karan, orientou como tem funcionado a coleta em Manaus. Além de atuar como motivadora da amamentação materna, ela é líder executiva em primeira infância do Estado.

    "Para guardar o leite em casa, o alimento deve ser depositado em um recipiente de vidro, e todas as normas de segurança, higiene e prevenção estipuladas pelo Ministério da Saúde devem ser seguidas rigorosamente. O leite materno ordenhado tem a validade de 12h na geladeira, quando guardado na parte de baixo. Armazenado no congelador ele dura até 15 dias, porém, tudo deve estar com data e horário de coleta" explicou Rhamilly Karan.

    Rhamilly Amud Karan é enfermeira especialista em terapia intensiva e Coordenadora da saúde da criança do Estado
    Rhamilly Amud Karan é enfermeira especialista em terapia intensiva e Coordenadora da saúde da criança do Estado | Foto: Arquivo Pessoal

    Para as pessoas que estão internadas nas maternidades citadas, o funcionamento é de 24h. Quem tiver interesse em doar, pode entrar em contato pelo disque saúde 136 ou para qualquer outro banco citado acima que os responsáveis vão buscar a coleta no endereço informado.

    Agosto Dourado

    Neste mês, uma série acontecerá de 3 a 7 de agosto, com atividades em alusão à Semana Mundial de Amamentação. A iniciativa é da Susam e os eventos on-line, acontecerão durante toda a semana, das 9h às 11h e também no Centro de Mídias, e serão transmitidos pelo Youtube da Susam e aplicativos Mano e Zoom.  Entre os palestrantes, a presença do secretário estadual interino de saúde, Marcellus Campêlo, e a entrevistada acima a enfermeira Rhamilly Karan abrindo a semana com a palestra “Amamentação e sustentabilidade para um planeta saudável”.

    Leia Mais:

    Palestras virtuais irão compor Semana de Aleitamento Materno do AM

    Semsalário: Servidores municipais realizam greve em Envira no AM

    Veja também


    Comentários