Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    AM reduz chamados por leitos de UTI-Covid em Manaus, diz FVS-AM

    O Boletim Epidemiológico da FVS-AM de segunda-feira (22) apontou 11 chamados para UTI-Covid do interior e zero para a capital

    De acordo com o Boletim Epidemiológico da FVS-AM desta terça-feira, a taxa de ocupação de UTI na rede pública para Covid-19 é de 75,89% | Foto: Reprodução

    MANAUS - O Amazonas zerou o número de chamados de transferência de pacientes com Covid-19 para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na rede pública de Manaus. A informação é da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), que afirmou ainda que fechou pelo segundo dia consecutivo sem registrar pedidos de transferências em aberto na capital.

    O secretário executivo de Assistência da Capital, Jani Kenta Iwata, afirma que a redução no número de chamados de transferência para UTI-Covid, na capital, possibilitou a oferta de leitos para outros estados, por meio da “Operação Gratidão”.

    O Boletim Epidemiológico da FVS-AM de segunda-feira (22) apontou 11 chamados para UTI-Covid do interior e zero para a capital. Nesta terça-feira (23) o boletim registrou apenas 7 chamados do interior e nenhum da capital.

    Queda na taxa de ocupação

    De acordo com o Boletim Epidemiológico da FVS-AM desta terça-feira, a taxa de ocupação de UTI na rede pública para Covid-19 é de 75,89%.

    Operação Gratidão

    Com as taxas de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80%, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) disponibilizou, desde o dia 16 de março, 72 leitos para os estados de Rondônia e do Acre – 18 de UTI e 54 leitos clínicos – a partir da "Operação Gratidão", realizada pelo Governo do Amazonas em parceria com os ministérios da Saúde e da Defesa.

    Leia Mais 

    Laboratório Central do AM realiza testes para detectar Covid-19

    *Com informações da Assessoria 

    Comentários