Fonte: OpenWeather

    Mundo


    Primeiro ministro do Líbano renuncia por causa da explosão em Beirute

    Hassan Diab culpou a corrupção da velha política pela explosão

    Primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou nesta segunda-feira(10) devido as consequências da explosão no porto de Beirute
    Primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou nesta segunda-feira(10) devido as consequências da explosão no porto de Beirute | Foto: Reprodução

    Primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou nesta segunda-feira(10) devido as consequências da explosão no porto de Beirute. O motivo do acidente foi devido a grande quantidade de nitrato de amônio que estava armazenada no porto, o que resultou na morte de pelos menos 163 pessoas, 6 mil feridas e 300 mil desabrigadas causando uma onda de protestos da população com faixas pedindo responsabilidade do governo.

    Hassan responsabilizou a classe política tradicional pela "corrupção" que levou a está explosão e que por isso está renunciando e encerrou com a frase "Que Deus proteja o Líbano". Damianos Kattar, ministro do Meio Ambiente, Manal Abdel Samad, ministra da informação e Marie Claude Najm, ministra da Justiça também se retiraram do governo. 

    O presidente Michel Aoun rejeitou uma investigação internacional e as autoridades não informaram sobre o andamento da investigação local, o material inflamável permaneceu no porto por 6 anos sem as medidas de proteção. Enquanto isso os protestos nas ruas continuam, os manifestantes invadiram os  ministérios do governo e danificaram os escritórios da Associação de Bancos Libaneses, a polícia foi enviada para as ruas para conter a situação. 

    Leia mais: 

    Bolsonaro convida Temer para chefiar missão de apoio ao Líbano

    Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

    Líbano prende 16 em investigação sobre explosão no porto de Beirute

    Comentários