Fonte: OpenWeather

    Decisão


    Justiça manda soltar amigo de estudante picado por naja

    Gabriel estava preso temporariamente desde o dia 22

    Ribeiro foi preso no dia 22 de julho, na terceira fase da Operação Snake | Foto: Divulgação

    A Justiça do Distrito Federal concedeu nesta sexta (31) liberdade ao estudante de veterinária Gabriel Ribeiro, amigo de Pedro Henrique Kambreck Lehmkul, jovem que ficou em coma após ser picado por uma cobra naja. A prisão foi revogada a pedido da defesa. 

    Ribeiro foi preso no dia 22 de julho, na terceira fase da Operação Snake, da Polícia Civil, que investiga o suposto crime de tráfico de animais exóticos. 

    Na quarta-feira (29), Pedro Henrique Krambeck, que também é estudante de medicina veterinária, foi preso temporariamente por cinco dias. 

    O estudante foi picado pela naja na terça-feira (7) e foi internado logo após o episódio em um hospital privado na região administrativa do Gama, a 30 quilômetros do centro de Brasília. O quadro do rapaz evoluiu para estado grave e ele chegou a ser colocado em coma induzido, mas recebeu alta logo depois. 

    A cobra foi encontrada em uma caixa na região central de Brasília pelo Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA). O animal, que estava em boas condições, foi encaminhado para o Ibama, que o repassou para o Zoológico de Brasília. 

    Leia mais

    Ibama resgata 32 serpentes e aplica mais de R$ 300 mil em multas

    Estudante picado por naja é preso por suspeita de crime ambiental

    Rara cobra de duas cabeças é encontrada na Índia

    Anuncio
    Comentários