Fonte: OpenWeather

    Feriado


    Prefeitura promove ‘passeio virtual’ pelo Museu da Cidade de Manaus

    O local, situado no Paço da Liberdade, no Centro Histórico de Manaus, permanece fechado por tempo indeterminado como medida de prevenção ao novo coronavírus

    | Foto: Marcio James

    Manaus - Um dos espaços culturais que remete à ancestralidade e à identidade do povo manauara, o Museu da Cidade, ganhou destaque nesta quinta-feira (11), ao receber o seu primeiro “passeio virtual”, transmitido ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura de Manaus. O local, situado no Paço da Liberdade, no Centro Histórico de Manaus, permanece fechado por tempo indeterminado como medida de prevenção ao novo coronavírus, causador da Covid-19.

    Queridinho pelo público, o lugar possui oito salas que retratam a vida cotidiana, a identidade e a cultura de gerações passadas, utilizando-se da interatividade tecnológica para contar a história da cidade de Manaus, a partir de textos, sons e imagens. A identidade do povo manauara é contada pelas mãos, olhar e ideias de Marcello Dantas, produtor e diretor artístico que assina a exposição permanente “A Cidade de Manaus: História, Gente e Cultura”.

    O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, enfatizou a importância de promover a atividade no espaço, pelo valor cultural que ele possui. “O Museu da Cidade foi o melhor presente que eu poderia entregar para os manauaras, pois é o encontro com a sua própria origem, um mergulho tecnológico no seu passado. Esse passeio virtual foi pensado para servir de opção de entretenimento às pessoas que ainda não conhecem ou àqueles que estão com saudade de fazer aquela visitinha. Sabemos o valor cultural que ele carrega,” disse.

    O guia da atividade virtual foi o gestor do Museu da Cidade, Leonardo Novellino, que apresentou algumas das salas interativas presentes no lugar, além de abordar a história de cada uma delas. Para quem quiser conferir, o vídeo está disponível no Facebook da Prefeitura de Manaus.

    “Nós do Museu da Cidade estamos morrendo de saudades de todos. Como a ‘live’ era mais dinâmica e com tempo reduzido, não mostramos o museu inteiro. Então decidimos apresentar cinco espaços, que foram a sala dos Prefeitos, o Mercado, a sala de Arqueologia, a sala Thiago de Mello e o Jardim do museu. Produzimos esse conteúdo com muito carinho para vocês e esperamos que essa pandemia passe logo para estarmos juntos em breve”, ressaltou Novellino.

    As oito salas dispostas no museu são: “Afluentes do Tempo”, “Casas-Cabeças”, Banhos de Origens”, “Mercado”, “Rios Voadores”, “Arqueologia”, “Anéis de Crescimento” e “sala dos Prefeitos”. Devido ao período de interrupção das atividades, os equipamentos de interação tecnológica de algumas salas foram desligados até o espaço voltar com o seu funcionamento normal.

    O Museu da Cidade de Manaus foi criado pelo prefeito João de Mendonça Furtado
    O Museu da Cidade de Manaus foi criado pelo prefeito João de Mendonça Furtado | Foto: Márcio James/ Semcom


    Criação e reconhecimento

    O Museu da Cidade de Manaus foi criado pelo prefeito João de Mendonça Furtado, através da Lei n° 1.616, de 17 de junho de 1982, na estrutura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, com localização no prédio s/n° na rua da Instalação, mas nunca funcionou nessa localidade e sequer foi inaugurado.

    Mais de 20 anos depois, em 2005, o projeto do Museu da Cidade foi retomado, passando agora a ter como abrigo o Paço da Liberdade, antiga sede da Prefeitura de Manaus. Em 2018, o prefeito Arthur Virgílio Neto entregou o museu à população sem custos para o órgão, uma vez que a obra foi realizada por meio da Lei Rouanet.

    No último balanço divulgado pela Prefeitura de Manaus, o Museu da Cidade registrou mais de 70 mil visitantes desde a sua inauguração até o início do mês de outubro de 2019. Já nos primeiros meses do ano de 2020, o museu recebia, em média, três mil visitantes por mês, segundo o gestor do espaço.

    Comentários