Fonte: OpenWeather

    Copa do Mundo


    Seleção Brasileira: Brasil dá adeus à Copa do Mundo de Basquete

    A Seleção Brasileira conseguiu manter o jogo equilibrado nos dois primeiros quartos

    O Brasil termina a Copa do Mundo com três vitórias | Foto: Divulgação Fiba

    Precisando de uma vitória para se classificar às quartas de final da Copa do Mundo de Basquete, o Brasil enfrentou os Estados Unidos na manhã de segunda-feira, (9), e perdeu por 89 a 73 e foi eliminado. Com o resultado, a equipe de Petrović terá que disputar um torneio Pré-Olímpico para garantir vaga nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

    Com amplo favoritismo para os norte-americanos, a Seleção Brasileira conseguiu manter o jogo equilibrado nos dois primeiros quartos, com os resultados de 21 a 18 no primeiro e 22 a 21 no segundo.

    No entanto, a superioridade dos Estados Unidos começou a aparecer na segunda metade do jogo, e os brasileiros não conseguiram evitar a derrota e, consequentemente, a eliminação.

    O pivô Anderson Varejão, com 14 pontos e oito rebotes, foi o destaque brasileiro em quadra. Enquanto isso, do lado norte-americano, o pivô Myles Turner fez 16 pontos, pegou oito rebotes e roubou duas bolas.

    Durante a partida, os atletas reclamaram muito da arbitragem. Ainda no segundo quarto, o técnico croata Aleksandar Petrovic, levou duas faltas técnicas e foi excluído da partida, invadindo a quadra para reclamar.

    O pivô Anderson Varejão, com 14 pontos e oito rebotes
    O pivô Anderson Varejão, com 14 pontos e oito rebotes | Foto: Divulgação Fiba
     

     Por fim, o Brasil termina a Copa do Mundo com três vitórias, sobre Nova Zelândia, Grécia e Montenegro, e derrotas para Estados Unidos e República Tcheca na segunda fase, essa última sim, dolorida. No sábado, se tivesse vencido os tchecos, o Brasil já estaria classificado para as quartas de final. Com a saída da seleção, as duas vagas das Américas via Mundial estão definidas: Estados Unidos e Argentina.

    A derrota para os Estados Unidos e a eliminação da Copa do Mundo deve significar também o fim de um ciclo para alguns dos nomes da seleção brasileira em Mundiais. Anderson Varejão, com 36, Huertas, com 36, Leandrinho, com 37, e Alex, com 39, já citaram, e o tempo mostra que esse é o caminho mais que provável. Antes, contudo, todos devem se colocar à disposição para o ano que vem, no pré-olímpico.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários