Fonte: OpenWeather

    Academias


    Setor de academias é um dos mais afetados pela pandemia da Covid-19

    De acordo com a pesquisa, 55% dos proprietários de academias solicitaram empréstimos desde janeiro

     

    De acordo com a pesquisa, o faturamento do setor chegou, em maio, a um patamar 52% abaixo do que seria normal para o mês
    De acordo com a pesquisa, o faturamento do setor chegou, em maio, a um patamar 52% abaixo do que seria normal para o mês | Foto: Reprodução

    As academias estão no grupo de atividades mais afetadas pela crise sanitária no Brasil. Metade delas está com dívidas em atraso.

    Este é o resultado da 11ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia de Covid-19 nas Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV). 

    De acordo com a pesquisa, o faturamento do setor chegou, em maio, a um patamar 52% abaixo do que seria normal para o mês. Na edição anterior da pesquisa, realizada em fevereiro, o segmento estava 42% abaixo do normal.

      Essa piora de cenário fez com que esses empresários se tornassem os mais preocupados entre todos os setores analisados: 72% alegam que estão com muita dificuldade de manter o negócio.  

    O presidente do Sebrae, Carlos Melles, lembrou em entrevista à Agência Brasil, que as academias, assim como o setor de eventos e turismo, precisam da presença do público para funcionar. Ao longo da pandemia, muitas inovaram nas aulas e consultorias online para segurar minimamente o faturamento.

    Vacinação

    O estudo mais recente do Sebrae, que analisa o cronograma de vacinação, mostra que, nesse ritmo, apenas em outubro haverá boa parte das MPE micro e pequenas empresas com o faturamento recuperado aos níveis pré-pandemia.

      Com esse resultado, as academias se juntaram novamente ao grupo dos mais afetados, que é composto por pequenos negócios que atuam no turismo e economia criativa, ambos com nível de faturamento de -68%. Beleza (-53%) e logística e transporte (-50%) também apresentam queda.


    Donos de academias também são os que mais procuram as instituições financeiras para obter crédito em 2021. De acordo com a pesquisa, 55% solicitaram empréstimos desde janeiro, sendo que 36% procuraram essa ajuda entre os meses de abril e maio.


    Ambiente com 3% de contaminação

    Uma pesquisa revelou que o índice de proliferação da Covid-19 em academias é de apenas 3,1%. Esta é a resposta que a Startup de gestão de negócios fitness Tecnofit, conseguiu após pesquisa nacional com os gestores de 21 estados pelo Brasil - 412 academias e mais de 200 mil alunos - foram questionados sobre participantes e trabalhadores que foram testados positivos para Covid-19. 

    Leia mais:

    Caminhada faz bem para saúde mental e física durante a pandemia

    Futevôlei funcional ganha espaço no esporte amazonense 

    Comentários