Fonte: OpenWeather

    Violência


    Homem é perseguido e tem cabeça metralhada no Mauazinho

    Os criminosos usaram uma metralhadora, conhecida como "macaquinha", para executar o jovem de 23 anos

    O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado
    O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado | Foto: Arquivo Em Tempo


    Manaus - Adailson de Souza Lima, de 23 anos, foi executado com vários tiros na cabeça na noite desta segunda-feira (2). O crime ocorreu na avenida Rio Negro, bairro Mauazinho, zona Leste de Manaus. Três homens são suspeitos de cometer o crime.

    De acordo com a polícia, os criminosos perseguiram a vítima e atiraram diversas vezes. A arma usada no crime foi uma pistola metralhadora, conhecida como "macaquinha". 

    Uma testemunha informou que Adailson era morador do bairro recente e havia visitado um parente no local. Ele já estava sendo observado pelos assassinos. O jovem ainda tentou fugir, mas foi alcançado e morto. A vítima caiu entre a sarjeta e um carro estacionado na via. A morte foi instantânea. 

    Os policiais militares da 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e isolaram o local do crime. A perícia foi ao local e apreendeu projeteis da arma usada no crime. Familiares foram até a avenida Rio Negro e lamentaram a morte. Entretanto, ao serem questionados sobre o crime, eles não quiseram falar com a imprensa.

    O delegado plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Fábio Martins, esteve no local e informou que Adailson era foragido da Justiça de outro estado e estava no Amazonas se escondendo da polícia.

    O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo. Moradores do local não quiseram comentar o caso por medo de represálias. A polícia investiga se a execução foi encomendada por conta da guerra do tráfico na região.


    Comentários