Fonte: OpenWeather

    Troca de tiros


    Criminosos morrem durante troca de tiros com a Força Tática, em Manaus

    Os criminosos invadiram o bairro para rivais do Comando Vermelho, mas morreram durante troca de tiros com a Força Tática

    Rua onde aconteceu o fato
    Rua onde aconteceu o fato | Foto: Kennedson Paz

    Manaus - Dois criminosos morreram ao trocar tiros contra a polícia, por volta das 22h de segunda-feira (27). O fato ocorreu na rua Salmon, bairro Alfredo Nascimento, Zona Norte de Manaus.

    Moradores do bairro acionaram a polícia pelo ‘190’ e informaram ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) que tinha vários homens armados no bairro e que possivelmente iria acontecer um possível confronto entre facções rivais.

    Conforme um morador, que preferiu não se identificar, os homens eram membros da Família do Norte (FDN) e foram ao bairro para executar rivais do Comando Vermelho (CV) e dominar o tráfico na região.

     “Eram pelo menos uns 15 homens. Eles estavam de colete à prova de balas, armados com pistolas e uma metralhadora. Eles ainda paravam todos os moradores que passavam pela via para perguntar onde os criminosos estavam escondidos “, explicou o morador. Houve muita tensão e correria durante a noite.

    O morador explicou ainda que os membros da “CV”, no passado, pertenciam à ‘FDN’, mas após a saída de Gelson Lima Carnaúba, o “Mano G”, alguns migaram com ele para o Comando Vermelho. Com isso, os ex-aliados, se tornaram rivais e brigam pelo domínio de pontos de drogas na capital.

    Confronto com a polícia

    Após a denúncia, uma equipe da Força Tática foi ao local. Durante a fuga, dois dos criminosos invadiram uma residência e fizeram um casal de idosos refém. Com medo, os criminosos liberaram as vítimas.

    Entretanto, quando a polícia encontrou na casa foi recebida a tiros pelos pela dupla. Os policiais reagiram e dos homens foram baleados.

    Os suspeitos, identificados como Diego Pimentel Leal, de 24 anos e Elias Felipe Batalha Rolim, de 22 anos, ainda foram levados para o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, situado no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, mas não resistiram aos ferimentos e morreram na unidade hospitalar. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML). Até o início da manhã desta terça-feira (28), nenhum familiar havia comparecido à unidade.

    Material apreendido

    Com a dupla, a polícia encontrou dois revólveres calibre 38 com numeração, além de espingarda calibre 12, nove munições de 38 intactas e deflagradas, uma munição calibre 12 deflagrada, 13 munições de calibre 12 intactas, três munições de 9mm intactas e um colete à prova de balas.

    Todos os materiais apreendidos foram apresentados no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para o cumprimento dos procedimentos legais.

    Outro crime

    Horas antes ao confronto que resultou na morte de Diego e Elias, a polícia recebeu um chamado durante patrulhamento. No local, também foram recebidos a tiros. Durante o tiroteio, um suspeito foi atingido e morreu. O corpo dele também está no IML, mas sem identificação.

    Comentários